Enquete
Qual história bíblica você acha mais interessante?
História de Abraão
História de Moisés
História de David
História da rainha Ester
História de Paulo
Ver Resultados

Partilhe este Site...



Total de visitas: 142703
Plano da Salvação
Plano da Salvação

 

.

Independentemente de quem tenhamos sido ou o que tenhamos feito no passado, Deus nos ama “com amor eterno”, dispondo-Se a vir ao mundo e passar pela agonia da cruz a fim de resgatar a humanidade perdida. Entretanto, muitos há que se perguntam: “Como posso ser bom diante de Deus?” “Como posso apagar meu passado mal?” “Como posso ser apresentado sem culpa diante dEle?” “Como posso ser salvo?” O caminho para a vida eterna é muito fácil de ser achado e compreendido, mas poucos sabem como ir a Cristo e experimentar alegria, paz de espírito, perdão e esperança. O presente estudo mostra a resposta bíblica para uma vida cristã vitoriosa. http://www.bibliaonline.net/

O salário do pecado é a morte!

A bíblia atesta que todos somos pecadores, e como consequencia de nossa rebelião contra Deus, estaríamos condenados a morte eterna, todavia Deus elaborou o magnifico plano da redenção, baseada no enorme sacrificio de Cristo, por nós:.

"Por que o salário do pecado é a morte, mas o dom gratuito de Deus é vida eterna em Cristo Jesus" (Rom.6:23)

"Pois todos pecaram e carecem da gloria de Deus" (Romanos 3:23).

Deus não ama o pecado, mas ama o pecador. O pecado é coisa muitos séria. Quando Lucifer pecou contra Deus e manchou o céu com as sementes da rebelião, ele e seus anjos foram expulsos aqui para a Terra (veja o filme Conflito Cósmico aqui no site), transferindo para cá o grande conflito. Adão e Eva, seduzidos pelo anjo rebelde, acabaram pecando, leia Gêneses cap 3 e assim essa doença se alastrou para toda a raça humana. E as consequencias dessa doença são morte e sofrimento!

Salvação pela graça, um presente de Deus

Deus estabeleceu um plano mediante o qual Seu Filho daria a vida em lugar do pecador. Dessa forma, todo o que O aceita como Salvador é perdoado e recebe a promessa de vida eterna. “Cristo morreu pelos nossos pecados, segundo as Escrituras” (1 Cor. 15:3). O sacrifício de Cristo foi sem dúvida a maior prova de amor que se tem notícia. O mais maravilhoso de tudo é que essa presente, a graça de Cristo (que nos salva do pecado), é de graça! ou seja, não depende de nossos méritos. todos os méritos são de Cristo! basta aceitá-lo:

"Porque pela graça sois salvos, por meio da fé; e isto não vem de vós, é dom de Deus.Não vem das obras, para que ninguém se glorie" (Efésios 2:8-9)

“sendo justificados (perdoados) gratuitamente , por sua graça, através da redenção que há em Cristo Jesus” (Romanos 3:24-31)

"carregando ele mesmo em seu corpo, sobre o madeiro, os nossos pecados, para que nós, mortos para os pecados, vivamos para a justiça; por suas chagas, fostes sarados". (1 Pedro 2:24)

A salvação do pecador é obtida através da graça e não por obras, mas sem dúvida as boas obras são importantes pois são a consequencia da salvação pela graça de Cristo. Quando estamos debaixo do amor de Deus, passamos a amar as pessoas, a respeitá-las, assim, a prática da caridade e boas obras ocorrem naturalmente.

Se o ser humano pudesse ter outras vidas e tivesse a oportunidade de evoluir e se aperfeiçoar, a salvação não seria pela graça e sim por obras...então Cristo não precisaria ter morrido na cruz...porém , a biblia não apoia tal doutrina: “e, assim como aos homens está ordenado morrerem uma só vez, vindo, depois disso, o juízo…” (Heb.9:27). A bíblia é enfática ao mostrar que não temos outras vidas (veja o estudo sobre o estado dos mortos aqui ). Devemos lembrar que somos pecadores e como seres pecadores, ainda estamos sujeitos a morte natural. Porém, Cristo nos resgatou da morte eterna ao nos reconciliar com Deus...E somente na volta de Cristo, é que seremos transformados e não mais seremos pecadores e consequentemente não haverá mais mortes, leia em 1º Tessalonisenses 4:13-18

Nosso intercessor

Ao tomar parte na família humana, Jesus passou então a ser nosso intercessor perante Deus o Pai, no santuário celestial. É Cristo que nos media perante Deus, é Ele que apresenta a Deus suas chagas na cruz e nos justifica pelos méritos de seu sangue...

"Porque Cristo não entrou num santuário feito por mãos, figura do verdadeiro, porém no mesmo céu, para agora comparecer por nós perante a face de Deus"  (Hebreus 9:24)

"Porque há um só Deus, e um só Mediador entre Deus e os homens, Jesus Cristo homem" (1º Timóteo 2:5)

.

.