Enquete
Qual história bíblica você acha mais interessante?
História de Abraão
História de Moisés
História de David
História da rainha Ester
História de Paulo
Ver Resultados



Partilhe este Site...



Total de visitas: 147818
Onde estão os mortos?
Onde estão os mortos?

 

 cemiterio

Um assunto que desperta interesse por grande parte da humanidade é a morte. Muitas discussões a respeito e muitas filosofias e religiões tem seu ponto de vista. Ao revisar a história percebemos que o homem sempre fugiu da morte, sempre teve a vontade de viver...A vida é algo fundamental da natureza humana.Em culturas antigas como os Egípcios notamos que seus faraós eram embalsamados na esperança que atingissem a imortalidade e fossem viver em outro local, uma espécie de outro "plano". Mas o que a bíblia nos orienta a esse tema? Iremos explorar a bíblia e ela irá responder. Dessa maneira, pedimos ao irmão(ã) que esteja com sua bíblia em mãos pois ela será a única fonte desse estudo, como aliás em outros estudos desse site. Nosso objetivo é apenas mostrar pela bíblia o que ela nos ensina a respeito da doutrina da morte e não criticar alguma denominação religiosa que tenha em suas doutrinas algo que seja diferente do que é apresentado nas escrituras sagradas.

Reconhecemos que há filhos sinceros em todas as denominações religiosas, até as não Cristãs. Nosso intuito é de mostrar pela bíblia aquilo que cremos, de maneira respeitosa, lembrando sempre de nossa posição em apoiar a liberdade religiosa.

Esse estudo terá inicio com uma introdução importante e na sequencia teremos uma série de perguntas e respostas sobre o tema. Bons estudos e que Deus o abençoe.

.

Introdução

Ao lermos o relato da criação do mundo em gêneses capitulo 1, notamos algo fantástico, Deus criou o homem a sua imagem e semelhança:

."Também disse Deus: façamos o homem a nossa imagem e semelhança" Gêneses 1:26

.Deus com todo seu amor e poder criou um mundo perfeito...sem dor, sem morte, sem sofrimento. O homem tinha direito a imortalidade, pois a bíblia nos ensina que as consequencias do pecado é a morte (Romanos 6:23) e como não havia pecado na Terra, então o homem tinha direito a esse presente que é a imortalidade. Mas avançando no relato bíblico percebemos que o homem pecou e como consequencia perdeu esse presente dado por Deus (Gêneses 3:1-4). Dessa maneira o homem passou a ser mortal. A própria bíblia nos mostra que o homem pecador é mortal:

Assim diz o Senhor: “Eu, eu sou aquele que vos consola; quem, pois, és tu, para que temas o homem, que é mortal, ou o filho do homem, que não passa de erva?” Isaias 51:12.

“Eis que todas as almas são minhas; como o é a alma do pai, assim também a alma do filho é minha: a alma que pecar, essa morrerá”. Ezequiel. 18:4.

Como o salário do pecado é a morte, o homem pecador perdeu esse presente. A bíblia mostra que a alma que pecar, essa morrerá.

Quando a bíblia fala em alma ou espírito, há diversos significados, todavia nunca se refere a uma entidade imaterial que sai do corpo. O sentido primário de alma é encontrado em Gêneses, veja:"Então formou o Senhor ao homem do pó da Terra e lhe soprou nas narinas o fôlego de vida e o homem, passou a ser alma vivente" Gêneses 2:7

Perceba que o ensinamento bíblico nos mostra que o homem é uma alma vivente. Deus deu ao homem o folego de vida, sem isso nosso corpo não seria nada, seria como um boneco, um fantoche...somente com a concessão da vida dada por Deus é que o homem passa a ser uma alma vivente. Mas como entender o porquê de existirem tantas versões a respeito do estado dos que dormem? Há muitas interpretações, mas mostraremos apenas pela bíblia, através de perguntas e respostas o que a palavra de Deus nos orienta sobre o estado dos mortos. Pedimos ao irmão(ã) que leia de coração aberto confiando que tudo que aqui se encontra veio de Deus através da bíblia, pois iremos apenas usá-la nesse estudo. Por mais que alguns pontos sejam diferentes e novos daquilo que você estava acostumado a ouvir, leia até o final e ore para que o Espírito Santo dê o entendimento a você, pois a bíblia nos diz: "E conhecereis a verdade e a verdade vos libertará" João 8:32

Para onde vão aqueles que morrem? eles permanecem vivos em outro plano?

A bíblia relata que aqueles que morrem, voltam para o pó da terra (Eclesiastes 12:7). A bíblia compara aqueles que morrem como aqueles que dormem. Ou seja, a morte é comparada a um sono (João 11:11-14, I coríntios 15:20, I Tessalonicenses 4:13). O homem pecou contra Deus, e o salario do pecado é a morte (Romanos 6:23). Para nos resgatar da morte eterna, Cristo se sacrificou por nós na cruz (João 3:16). Cristo assumiu nossa culpa. Por isso a salvação é pela graça (Efésios 2:8-9) e não por obras. Se pudéssemos ter outras vidas, não haveria necessidade de Cristo morrer na cruz, pois a salvação através de nossos próprios méritos. Se pudessemos nascer novamente, estaríamos anulando a cruz de Cristo. Pelo fato de sermos pecadores, nossa esperança está na ressurreição, (1º Tess 4:16-18) e não na reincarnação

O homem é imortal?

A bíblia diz: “Eu, eu sou aquele que vos consola; quem, pois, és tu, para que temas o homem, que é mortal, ou o filho do homem, que não passa de erva?” Isaias 51:12. “Eis que todas as almas são minhas; como o é a alma do pai, assim também a alma do filho é minha: a alma que pecar, essa morrerá”. Ezequiel. 18:4. Resumindo, enquanto Jesus não voltar toda alma é mortal. Somente na volta de Jesus é que aos justos será concedida a imortalidade (I Tessalonicense 4:17)

A bíblia relata casos de pessoas que morreram e foram para o céu ou que foram vivas ao céu?

A bíblia relata alguns casos:

 1- Enoque foi trasladado vivo antes do Dilúvio. Gênesis 5:22-24.
2- O Profeta Elias, também foi levado vivo. II Reis 2:9-14.
3- Moisés, que foi ressuscitado após a sua morte quando o arcanjo Miguel enfrentou Satanás pela disputa de seu corpo. Judas 1:9. Tanto Elias, quanto Moisés descem do Céu para conversar com Jesus em Mateus 17:3.
4- Algumas pessoas que ressuscitaram na morte de Jesus na Cruz e que não são identificadas pela Bíblia. Mateus 27:52.
5- E é claro Jesus, o pré-existente Filho, que desceu do Céu e voltou ressurreto para lá. João 3:13, Atos 1:9.

Mas são exceções. A bíblia compara a morte com um sono e quando Cristo voltar os mortos irão ressuscitar (João 6:40 I Coríntios 15:52 e 53.) Se não fossem exceções a bíblia entraria em contradição e isso não pode acontecer em hipótese nenhuma!

Uma observação importante! Em 1º Corintios 15:20 lemos que Cristo é a primícia dos que dormem. E biblicamente o que são as primícias? O povo de Israel ao colher  suas plantações, separava uma pequena parte, a melhor, e oferecia a Deus, essa parte era chamada primícia, que era tirada da seara. Da mesma maneira Jesus é a primícia dos que dormem, assim como aqueles que ressuscitaram com Ele, como prova de sua vitória sobre a morte.  E qual é a seara dos que dormem? todos os justos que estão no pó da terra desde Adão até hoje! No caso de Elias,  representa a primícia dos que estarão vivos quando Jesus voltar (1º Tess.4:17). Afinal, muitos não passarão pela morte quando Jesus voltar. Concluímos de maneira inequívoca que  Moises, Elias, Jesus, são excessões. A biblia diz que a morte é um sono!

Os mortos têm consciência? Podem se comunicar com os vivos?

A bíblia diz em Eclesiastes 9:5,6, 10  "Porque os vivos sabem que hão de morrer, mas os mortos não sabem coisa nenhuma, nem tampouco terão eles recompensa, porque a sua memória jaz no esquecimento. Também o seu amor, o seu ódio, e a sua inveja já pereceram, e já não têm parte alguma para sempre, em coisa alguma do que se faz debaixo do sol... Tudo quanto te vier à mão para fazer, faze-o conforme as tuas forças, porque na sepultura, para onde tu vais, não há obra nem projeto, nem conhecimento, nem sabedoria alguma”. 

Em salmos 6:5 a bíblia também diz: "Porque na morte não há lembrança de ti; no sepulcro quem te louvará?"...ora se eu estivesse conciente após a morte, o ser que eu mais lembraria seria Deus, não é verdade?mas a bíblia diz que na morte não há recordação de Deus. Fica claro que não há como os mortos se comunicarem com os vivos.

Como explicar o fato de pessoas relatarem que se comunicaram com parentes mortos?

Será que aquelas pessoas que dizem terem falado com parentes mortos estão dizendo a verdade? em muitos casos sim. Eles não mentiram, porém devemos fazer uma importante observação.  As pessoas que eles virão não são seus parentes finados... A Bíblia diz que existem milhões de anjos criados. (Daniel 7:10) Entre eles havia um querubim que trabalhava próximo do trono de Deus. Ele era considerado bom e perfeito até o dia que pecou contra o Altíssimo. A Bíblia diz que ele elevou o seu coração de forma orgulhosa por causa de sua formosura. (Ezequiel 28:15-17). Por causa de seus sentimentos malvados ele acabou por corromper a sua sabedoria e sem explicação nenhuma se revoltou contra Deus. Seu objetivo era derrubar Deus do trono e se tornar igual a Ele. (Isaías 14:12-14). Para poder conseguir isso ele conseguiu convencer 1/3 (um terço) dos anjos do céu a ficar do seu lado (apocalipse 12:4-10). Esse anjo caido é Lucifer. Para mais informações, acesse o link do filme Conflito Cósmico clicando aqui 

A conclusão é obvia. 1/3 dos anjos dos céus se rebelaram contra Deus e estão na terra. O que vocês acham que esses anjos caídos estão fazendo? Enganando é claro. Ao dizer que o homem pode falar com os mortos, que pode ter outras vida,  etc. isso automaticamente anula a cruz de Cristo. Por isso a bíblia nos orienta a não consultar essas pessoas que supostamente sejam advinhos ou que "falem com os mortos”:

Deuteronômio 18:9-12: “Quando entrares na terra que o Senhor teu Deus te dá, não aprenderás a fazer conforme as abominações daqueles povos. Não se achará no meio de ti quem faça passar pelo fogo o seu filho ou a sua filha, nem adivinhador, nem prognosticador, nem agoureiro, nem feiticeiro, nem encantador, nem quem consulte um espírito adivinhador, nem mágico, nem quem consulte os mortos; pois todo aquele que faz estas coisas é abominável ao Senhor, e é por causa destas abominações que o Senhor teu Deus os lança fora de diante de ti.”

 

Então,  o que Gênesis 35:18 quer dizer quando afirma que “sai a alma” de Raquel depois da morte dela? Será que o homem tem uma alma que se separa do corpo? Teria ela ido viver em outro "plano"?

O termo “alma” pode ser traduzido de várias maneiras nas Escrituras. Precisamos analisar o contexto do verso para obtermos o melhor significado e jamais os conceitos gregos para a palavra!
Quando lemos a Bíblia na Nova Versão Internacional percebemos que o termo “alma” já foi corretamente traduzido por vida (inclusive no texto de 1 Reis 17:21, 22, mal compreendido por muitos). Veja com o texto foi traduzido: “Já a ponto de sair-lhe a vida, quando estava morrendo…” Portanto, a palavra “alma” em Gênesis 35:18 se refere à vida. (www.namiradaverdade.com.br)

O que é o “espírito”? Gênesis 2:7; Eclesiastes 12:7.

Resposta: Alguns significados para as palavras hebraicas e grega utilizadas para se referir ao “espírito” (ruach, neshamah [hebraico] e pneuma [grego] são: “vento”, “ar”. Em Gênesis 2:7 aparece a expressão “fôlego de vida”, que é o mesmo que espírito. Portanto, espírito é o fôlego de vida que Deus colocou em cada ser humano. O princípio vital do Criador que mantém-nos vivos. (www.namiradaverdade.com.br)

 

 Ao lermos Filipenses 1:23 e II Corintios 5:8, Paulo narra que ao morrer estaria com Cristo?

O texto de Filipenses diz: “Ora, de um outro lado estou constrangido tendo o desejo de partir e estar com Cristo...” Muitos pegam esse verso e dizem ser uma prova de que Paulo ao morrer iria está com Cristo. Mas devemos analisar alguns aspectos. Quando Paulo diz que desejava partir, realmente está falando da morte, mas o “estar com Cristo” não ser refere logo após o momento de sua morte. O próprio apóstolo responde quando será esse “estar com Cristo”. Ao lermos II Timóteo 4:8 vemos: “Já agora a coroa da vida me está guardada a qual o Senhor reto Juiz me dará naquele dia e não somente a mim, mas também a todos quantos amam sua vinda” O contexto trata da volta de Jesus e Paulo claramente mostra que receberá a coroa somente na volta de Jesus por conta da ressureição. (leia 1º Tess.4:13-18)

Já em  II Coríntios 5:8 diz “Deixar o corpo e habitar com Cristo”. Estaria Paulo dizendo que estaria com o Senhor em espírito, sem corpo? estaria Paulo ratificando as doutrinas gregas de que o corpo é a prisão da alma? Devemos lembrar de ler todo o contexto. Notamos a partir do verso 1 que se trata de duas casas, o corpo glorificado (casa celestial) e corpo carnal (casa terrestre). Paulo quer dizer na realidade que espera ser revestido de nossa habitação celestial que é o corpo glorificado. Isso está de acordo com I Coríntios 15:52 e não que o corpo e o espírito seriam separados. Pois se assim fosse a bíblia entraria em contradição pois em Gêneses 2:7 diz que o homem é uma alma vivente, composto do corpo + fôlego de vida dado por Deus e não que ele tenha uma alma que sai do corpo

A bíblia ainda nos diz em salmos 115:17 “Os mortos não louvam a Deus”. Ora se eu parto, ao morrer, e fosse para a glória habitar com Cristo, eu certamente iriam louvar a Cristo! Mas a bíblia diz que aqueles que partem não louvam a Deus, está bem claro! E por que não louvam? Porque estão mortos, dormindo no pó da terra aguardando a ressurreição (I Tessalonicenses 4:16-18)

O texto de 1º Tess. 4:14 está dizendo que os que morreram, virão com Cristo quando ele voltar? seria esse texto uma prova do estado intermediário, de consciência após a morte? "Porque, se cremos que Jesus morreu e ressuscitou, assim também aos que em Jesus dormem, Deus os tornará a trazer com ele"

Ao lermos apenas esse verso sem analisarmos o contexto, bem como outras passagens sobre o tema, realmente dá a entender a existência de um estado intermediário, onde as pessoas que já morreram, voltariam com Cristo nas nuvens dos céus. Mas se fosse verdade, a bíblia entraria em frontal contradição e isso não pode acontecer. Como entender então? a resposta para esse verso encontra-se no antigo testamento, leiamos o texto de Eclesiastes 12:7: "E o pó volte à terra, como o era, e o espírito volte a Deus, que o deu" note que o homem é formado pelo corpo + espírito (o fôlego de vida dado por Deus), ao morrermos o fôlego retorna para Deus que o deu. Logo, no verso de Tessalonicenses, quando é dito "Deus os tornará a trazer com Ele" não quer dizer que os mortos virão com Jesus, mas que o fôlego de vida deles estará com Deus! e logo em seguida no verso 16 e 17 de 1º Tessalonisences 4 é dito que os mortos ressuscitaram e se unirão aos vivos, ou seja o fôlego de vida de Deus é devolvido aos corpos (que agora estarão glorificados) dos justos e assim TODOS subirão juntos ao céu

Porque, se cremos que Jesus morreu e ressuscitou, assim também aos que em Jesus dormem, Deus os tornará a trazer com ele.
1 Tessalonicenses 4:14

 Quando a bíblia fala em "nascer de novo" está se referindo a reencarnação?

"Jesus respondeu, e disse-lhe: Na verdade, na verdade te digo que aquele que não nascer de novo, não pode ver o reino de Deus"  (João 3:3).  Como entender esse texto? simples, analisando todo o contexto. Ao lermos, notamos que Cristo está se referindo ao batismo, ou seja, voce simbolicamente "morre" ao submergir nas águas e ao sair delas, voce "nasce de novo", como uma nova Criatura.

Quando o Salvador afirmou que devemos nascer de novo, não tinha em mente a ideia da reencarnação por que:

1) “Nascer da água” é ser batizado por imersão, como Jesus foi batizado;
2) “Nascer do Espírito” é ser transformado pelo Espírito Santo.
O novo nascimento, longe de significar reencarnação, é uma transformação do caráter que se revela em atitudes, incluindo a obediência a Deus (João 14:15). As coisas erradas que gostávamos de fazer não gostamos mais; as coisas certas que não gostávamos de realizar, passamos a gostar.

Isso é “nascer de novo”: mudar de vida, ou seja, morrer para uma vida de pecado e ressuscitar para uma vida santa com Jesus Cristo (Romanos 6:4).

Ser nascido “da água e do Espírito” equivale a “nascer de novo”. No grego, “nascer de novo” significa “nascer do alto”, de Deus. Os que são nascidos do alto têm o Criador como Pai e se parecem com Ele no caráter. Pela graça de Cristo, desde o momento em que nascem de novo, obtêm forças para lutar contra o pecado (Romanos 6: 12-16) ao invés de permitir que o pecado os domine (1 João 3: 9; 5: 18). Com isto, concluímos que o novo nascimento não é reencarnar; é ser transformado pelo Espírito Santo (fonte: na miradaverdade)

 

Há evidências bíblicas de que o ser humano deixa de existir depois da morte?

Sim, leia abaixo:

a) Perda do acesso à árvore da vida – Gênesis 3:22 e 23;
b) Necessidade de comer desta árvore novamente, NO FUTURO, para preservar a imortalidade – Apocalipse 22:2;
c) Perda da consciência na morte – Eclesiastes 9:5, 6 e 10 – compare com o Salmo 88:10-12; Salmo 115:17 e 146:4.
d) Impossibilidade de adquirir conhecimento e sabedoria enquanto estiver morto – Jó 4:21 (se a pessoa estivesse no Céu ou noutra dimensão espiritual, aprenderia muito mais que qualquer pessoa aqui da Terra…);
e) Impossibilidade de adorar a Deus – Salmo 6:5 (se o “espírito” estivesse no Céu, o que mais faria seria adorar a Deus!)
f) Necessidade de passar pelo processo de santificação, uma preparação diária para a eternidade – Hebreus 12:14; Romanos 2:7;
g) Necessidade de uma ressurreição para voltar à vida – Isaías 26:19; 1 Tessalonicenses 4:13-17;

fonte: namiradaverdade.com.br

 

Mas a narração bíblica do rico e Lázaro (Lucas 16:19-31) é prova da existência de um inferno?

Vamos iniciar nossa análise sabendo o que significa a palavra parábola. Ela vem do grego parabolé tendo o significado de: uma justaposição, uma comparação, uma ilustração, uma parábola, um provérbio. Esta palavra vem do verbo paraballõ significando, ordenar as coisas ao lado de outra, ou seja, por comparação. Ao analisar uma parábola devemos analisar as circunstancias e o contexto dela.

Fica evidente o fato de que esta parábola foi dirigida especialmente aos fariseus (Lc 15:2, 16:14), mas também aos discípulos (16:1), aos publicanos e aos pecadores (15:1), e finalmente ao grande público que também estava presente (Lc 12:1, 14:25 e 15:1). Os fariseus termo que significa separados, era a seita mais segura da religião judaica segundo Atos 26:5. Foi uma seita criada no período anterior à guerra dos macabeus com o fim de oferecer resistência ao espírito helênico que se havia manifestado entre os judeus, tendente a adotar os costumes da Grécia.
Torna-se relevante nesta parte da presente pesquisa conhecer a crença desta seita.

Os fariseus sustentavam a doutrina da predestinação que consideravam em harmonia com o livre arbítrio. Criam na imortalidade da alma, que haveria de reencarnar-se também na existência do espírito, criam nas recompensas e castigos na vida futura

Ao lermos os evangelhos, observamos que Jesus em seu ministério falou muito através das parábolas. Perguntamos, para que? Para o povo poder entender. As parábolas eram ilustrações usadas para dar algum ensinamento. No caso do rico e do mendigo é a mesma coisa. O princípio ensinado é que devemos buscar o reino de Deus e ajudar o próximo em quanto tivermos vida, pois na morte não há mais salvação. O verso 31 mostra claramente a referencia a pessoas com dureza de coração que não ouviam os profetas de Deus e mesmo se um morto ressuscitasse ainda assim não dariam ouvidos. Concluímos então que as parábolas são ilustrações para dar ensinamentos, como no caso da parábola do grão de mostarda (Lucas 13:18-19). A bíblia diz que o reino de Deus é semelhante a um grão de mostarda, será que o reino de Deus é tão pequeno assim? Claro que não, é apenas uma ilustração. Na parábola das dez virgens, Jesus comprara o reino de Deus com dez virgens. Será que o reino de Deus é igual a dez mulheres virgens literalmente? Claro que não é uma figura de linguagem, é apenas uma ilustração. Na parábola a lição dada é que a igreja (mulher) tem de estar preparada para a chegada do noivo (Cristo).

Lembremos no estudo sobre a morte que a bíblia compara a morte como um sono (João 11:11-14, I coríntios 15:20, I Tessalonicenses 4:13), se assim não fosse a bíblia entraria em contradição e isso não pode ocorrer em se tratando da palavra de Deus. Como vimos antes, somente na volta de Cristo os mortos serão ressuscitados. Se ao morrer você fica consciente então não haveria necessidade de ressurreição!

 .De acordo com apocalipse 20 há um texto que mostra que os ímpios irão queimar eternamente. Isso é verdade. É esse o significado de fogo eterno ?

A expressão eterno é “aion” (grego) que significa uma duração relativa ao que se refere. Pode estar falando que é eterno sem fim ou que é eterno “enquanto dura”

Apocalipse. 20:10 diz que serão atormentados pelos séculos dos séculos (“aion ton aion” em grego= para sempre, eternamente conforme algumas traduções). Mas esse “pelos séculos dos séculos é previamente explicado no verso anterior, o v. 9 que diz que o fogo que desceu “do céu os CONSUMIU”, logo, serão atormentados eternamente até que toda a substância seja consumida, e seu resultado, a destruição, será eterna, pois o fumo, ou fumaça que disso resultar estará no espaço “para sempre”, isto é, até que tudo que pode ser queimado, acabe.

 Um exemplo que pode nos ajudar é o de Sodoma e Gomorra. Qual foi o castigo dessas cidades? O fogo eterno. Mas perguntamos, elas ainda estão queimando até hoje? Claro que não, pois de acordo com a bíblia, esse termo “fogo eterno” significa “fogo definitivo”, sem volta. Sodoma e Gomorra foram reduzidas a cinzas, não ficou “nem raiz nem ramos” assim os ímpios serão consumidos até não sobrar nem raiz nem ramos. Esse é o significado de fogo eterno, ou seja, fogo definitivo, sem volta!  Não quer dizer que os ímpios irão queimar eternamente sem parar. Até porque se assim fosse, isso não seria uma morte eterna, mas seria uma vida eterna em sofrimento!

porque Saul foi consultar uma adivinha e Samuel apareceu pra ela, visto que Samuel já estava morto? 1º samuel cap 28-ver 3 a 19

fonte:adventismoemfoco

Saul estava em rebelião contra Deus quando consultou os mortos. Ele conhecia a ordem de Deus: (Deuteronômio 18:10-12) – "Entre ti não se achará quem faça passar pelo fogo a seu filho ou a sua filha, nem adivinhador, nem prognosticador, nem agoureiro, nem feiticeiro; Nem encantador, nem quem consulte a um espírito adivinhador, nem mágico, nem quem consulte os mortos; Pois todo aquele que faz tal coisa é abominação ao SENHOR; e por estas abominações o SENHOR teu Deus os lança fora de diante de ti".

A Bíblia declara que SAUL MORREU pois descumpriu esta ordem:

(I Crônicas 10:13-14) – "Assim morreu Saul por causa da transgressão que cometeu contra o SENHOR, por causa da palavra do SENHOR, a qual não havia guardado; e também porque buscou a adivinhadora para a consultar. E não buscou ao SENHOR, que por isso o matou, e transferiu o reino a Davi, filho de Jessé".

Preste atenção no Texto Bíblico, pois não foi Samuel quem veio conversar com Saul. Samuel está morto e Jesus ensinou que a ressurreição somente ocorre no ÚLTIMO DIA (ver João 6:39-40) Saul entendeu, na sua percepção, que fosse o Profeta Samuel:

(I Samuel 28:13) – E o rei lhe disse: Não temas; que é que vês? Então a mulher disse a Saul: Vejo deuses que sobem da terra.
(I Samuel 28:14) – E lhe disse: Como é a sua figura? E disse ela: Vem subindo um homem ancião, e está envolto numa capa. Entendendo Saul que era Samuel, inclinou-se com o rosto em terra, e se prostrou.

Quando a bíblia diz que a pessoa “está dormindo” é uma linguagem de parábola para explicar que ela realmente morreu, não está em lugar nenhum e apenas será ressuscitado na segunda vinda.

(João 6:40) -  Porquanto a vontade daquele que me enviou é esta: Que todo aquele que vê o Filho, e crê nele, tenha a vida eterna; e eu o ressuscitarei no último dia.
(João 6:44) -  Ninguém pode vir a mim, se o Pai que me enviou o não trouxer; e eu o ressuscitarei no último dia.


Como entender Mateus 10:28 "E não temais os que matam o corpo e não podem matar a alma; temei antes aquele que pode fazer perecer no inferno a alma e o corpo" (Mateus 10:28)

Em uma primeira lida no texto, realmente dá a entender que corpo e alma parecem estar separados, mas não podemos pegar apenas esse texto para embasar a suposta doutrina de que a alma é naturalmente imortal e sepadada do corpo pois se assim fosse a bíblia entraria em contradição com todos os textos que estudamos anteriormente.

Para iniciar nossa análise, devemos lembrar que de acordo com a bíblia a palavra alma possui diversos significados como: vida (Gên.2:7), emoções (Jó.30:25), sangue (Gên.9:4), desejo ou intenção (Filipenses 1:127),etc...e como saber qual o sentido a ser usado? simples, basta ler o contexto. Porém o sentido primário de alma encontra-se em gêneses 2:7, ou seja significa VIDA. No caso do texto de Mateus 10:28 é interessante observar que o próprio texto NÃO apoia a doutrina da imortalidade natural da alma, veja: "temei antes aquele que pode fazer perecer no inferno a alma e o corpo" note que tanto o corpo quanto a alma serão destruídas, assim a doutrina que diz que haverá um tormento eterno das almas dos ímpios, parece não fazer sentido.

Um outro detalhe a ser observado está no verso 39: "quem acha sua vida a perderá e quem perde sua vida por minha causa me encontrará" a palavra VIDA que aparece nesse verso é a mesma do verso 28, mas por uma questão de tradução optou-se para não repeti-la. Assim,o significado do verso 28 pode ser entendido da seguinte forma: não temam os seres humanos que podem até matar seu corpo mas que não tem poder de tirar a vida eterna pois apenas Deus tem esse poder! esse texto é prova de que Deus é que tem o poder soberano sobre a vida humana! que por mais que os homens venham a tirar nossa vida terrestre, temos a vida eterna dada por Deus

 

 Se tudo isto é verdade, como explicar o fato de Cristo ter dito ao ladrão na cruz que ambos estariam no Céu no mesmo dia?

“Em verdade te digo, hoje estarás comigo no paraíso”. Lucas 23:43. 

Certamente o texto não foi traduzido da maneira correta. O novo testamento em grego não traz nenhuma pontuação.

Em Lucas 23 :42 o ladrão roga a Jesus o seguinte: “Senhor, lembra-te de mim, quando vieres no Teu reino”.

O verso 43 traz a resposta de Cristo: “Em verdade te digo hoje, que serás comigo no Paraíso”. Tradução Trinitária.

Para a nossa melhor compreensão, apresentaremos o texto em grego, como se encontra no Códice Vaticano, cópia da Bíblia em grego do 4º século, estando entre as duas mais antigas existentes. Em letras minúsculas gregas, com as palavras separadas, aparece assim no Novo Testamento Grego: kai eipen auto, Amen soi lego, semeron met”emu ese en to paradeiso.

A cópia do Códice Vaticano nos comprova que nos Manuscritos primitivos unciais não havia separação das palavras e nenhum sinal de pontuação.

Em português seria assim:

EMVERDADETEDlGOHOJEESTARÁSCOMIGONOPARAÍSO.

fonte: setimodia.wordpress.com

 e esta passagem precisa estar de acordo com o que Cristo disse a Maria madalena no primeiro dia da semana, ou seja, 3 dias depois:

Não me detenhas; porque ainda não subi para meu Pai ... “ S. João 20:17. Veja que 3 dias depois ele ainda não havia subido aos céus. Ora, então Cristo mentiu ao ladrão na cruz? Em uma única frase demoliu todas as dezenas de passagens que fala da morte como um sono? È claro que não, por isto o motivo da passagem ter sido traduzida levianamente para favorecer o ponto de vista baseado na filosofia grega da maioria das igrejas. Tanto que o correto seria: “Em verdade te digo hoje, estarás comigo no paraíso”.

A Bíblia está repleta de claros exemplos mostrando que o galardão dos justos será apenas após a volta de Jesus.

Dentre as muitas passagens destaquemos estas quatro:

a) Apoc. 22:12 – “Eis que venho sem demora, e comigo está o galardão que tenho para retribuir a cada um segundo as suas obras.”

b) S. Mat. 16:27 – “Porque o Filho do homem há de vir na glória de seu Pai, com os seus anjos e então retribuirá a cada um conforme as suas obras.”

c) I Pedro 5:4 – “Ora, logo que o Supremo Pastor se manifestar, recebereis a imarcescível coroa da glória.”

d) II Tim. 4: 8 – “Já agora a coroa da justiça me está guardada, a qual o Senhor reto juiz, me dará naquele dia; e não somente a mim, mas também a todos quantos amam a Sua vinda.”

fonte: setimodia.wordpress.com

Conclusão

A bíblia nos ensina que os mortos estão esperando a ressurreição, como se estivessem "dormindo" no pó da terra. Biblicamente falando, não há nenhum estado intermediário, nenhuma consciência, muito menos um purgatório. É difícil para muitos aceitarem tal doutrina visto muitas denominações, sejam  evangélicas, espíritas, católicas, entre outras não cristãs, defendem que ao morrer o homem permanece consciente. Isso só reforça o fato de que nós seres humanos não fomos feitos para morrer.

Sabemos que há muitos irmãos espíritas sinceros e caridosos, não há dúvida.  Porém, os ensinos de que o homem pode encarnar novamente, não é bíblico, bem como outros pilares dessa doutrina. Mas, se aqueles que entendem assim,  fazem uso de outras fontes doutrinárias como regra de fé (como livros escritos por  médiuns), então eles, pelo menos são coerentes com aquilo que creem.  Porém, a bíblia é clara e não apoia a doutrina de que ao morrer o ser humano fica consciente ou que pode ter outras vidas por meio de encarnações sucessivas. Até porque, a salvação é pela graça e não por obras (Efesios 2:8-9). Se pudéssemos nos aperfeiçoar e evoluir por meio de diversas vidas, isso seria salvação por obras e a cruz de Cristo não teria valor.

A morte é a consequencia do pecado (Rom.6:23) e só Jesus tem o poder de vencer a morte e nos dá a vida eterna (Jo.11:25). Sem dúvida os pensamentos gregos de Sócrates e Platão não podem estar em harmonia com os ensinos do Novo Testamento. O corpo não é a prisão da alma, mas sim o templo do Espírito Santo (1º Corintios 6:19). Nossa esperança está na volta de Jesus, onde os mortos ressuscitarão com corpos glorificados e os vivos serão também glorificados, ou seja, quando Cristo voltar será concedida aos justos a imortalidade que havia sido tomada pelo pecado. (leia 1º Cor.15:51-53). 

Você pode acessar o livro "Imortalidade da Alma ou Ressureição dos mortos" em pdf, do autor Oscar Cullmann, grande estudioso do Novo Testamento clicando aqui. No livro, Cullmann nos mostra detalhes importantes a respeito desse tema, vale apena.

.

Video 01: Debates sobre o tema "Onde estão os mortos" realizado na RIT TV entre um doutor teólogo presbiteriano e um jornalista adventista.

.

 

 

Video 2: Jesus desceu até o inferno para pregar aos cativos? assista o vídeo e tire suas dúvidas

.

 

 

 

.

topo